Conheça a mulher que já adotou 93 cães idosos e em estado terminal

Quando alguém resolve adotar um cachorro, logo pensa em um filhote, cheio de energia e com muito tempo de vida pela frente. Mas, para Kim Skarritt, uma americana de Michigan, são os cachorros mais idosos que têm mais a oferecer.

CONHEÇA E CURTA O TUDO DO BEM NO FACEBOOK

Kim tem feito um grande trabalho, resgatando e acolhendo cachorros mais velhos (de sete anos ou mais) que, por alguma razão, ficaram sozinhos quando mais precisavam de cuidados. Esses animais geralmente são os últimos a serem adotados, e muitas vezes, isso nem chega a acontecer.

VEJA TAMBÉM: Concurso escolhe a melhor foto de casamento de 2017, veja o top 10

Para receber esses cães, Kim montou um abrigo, o Silver Muzzle Cottage, que já acolheu mais de noventa cachorros em dois anos de funcionamento. Para ela, os animais mais idosos são companheiros muito amorosos, e merecem ser tratados com respeito até o final.

VEJA TAMBÉM: Fotógrafo transforma crianças doentes nos heróis da Liga da Justiça

“Queremos ter certeza que, quando eles partirem desse mundo, tenham ao seu lado uma família ou uma pessoa que os amem. E que sintam que foram importantes para alguém”, declarou Kim em documentário feito para a ótima série “60 Seconds Docs”, que você pode ver no YouTube. As imagens desta página, aliás, foram extraídas do vídeo.

VEJA TAMBÉM: Coldplay toca “Houston #1”, nova canção em homenagem às vítimas do furacão Harvey

E o abrigo de Kim não só cuida desses animais, como também os coloca em contato com as pessoas que mais podem compreender o que eles passam. Uma vez por semana, alguns cães visitam uma casa de repouso e fazem companhia para pessoas idosas (acima). “Muitas dessas pessoas são sozinhas, então, o amor incondicional dos cachorros é um enorme benefício. Os cães mais velhos te amam, aconteça o que acontecer.”

 

arrow