Depois de derrotar o câncer duas vezes, ex-paciente volta ao hospital. Agora, como enfermeira

Poucas doenças são tão sorrateiras quanto o câncer. Algumas vezes, o mal se esconde durante anos. Em outros casos, ele chega cedo demais. A norte-americana Montana Brown, de 24 anos, foi diagnosticada quando ainda era um bebê, com apenas dois anos de idade.

CONHEÇA E CURTA O TUDO DO BEM NO FACEBOOK

Montana era portadora de rabdomiossarcoma, um tipo raro de câncer que afeta as células dos músculos, tendões e tecidos conjuntivos. A doença atinge sobretudo crianças e suas causas ainda são desconhecidas pelos cientistas.

VEJA TAMBÉM: 10 fotos mostram como seu amado pet pode virar um verdadeiro demônio

Depois de passar um ano fazendo quimioterapia em um hospital de Atlanta, no estado da Geórgia, a pequena Montana finalmente recuperou-se e pôde voltar para casa. Tudo correu normalmente na vida da menina até que, 13 anos depois, o câncer voltasse a se manifestar.

Aos 15 anos de idade, Montana retornou ao mesmo hospital que a acolheu quando criança para mais uma temporada de quimioterapia. Mais uma vez, o tratamento foi um sucesso e a jovem logo retomou sua vida de adolescente. Hoje, os médicos consideram-na curada.

VEJA TAMBÉM: Modelo é insultada na web por não raspar as pernas e axilas. E responde brilhantemente

Depois de enfrentar experiências tão marcantes, era de se esperar que Montana faria tudo para ficar bem longe do hospital no qual travou sua batalha contra o câncer. Ledo engano.

Na semana passada, aos 24 anos, a jovem começou a trabalhar como enfermeira na mesma instituição que a acolheu como paciente por duas vezes. Em um post emocionado no Facebook, Montana exibiu seu crachá de funcionária e falou um pouco sobre a nova fase de sua vida.

VEJA TAMBÉM: Hipermercado vende kits com um ano de comida enlatada para encarar o apocalipse

“Nunca poderia imaginar que, aos 24 anos, eu conseguiria realizar o meu maior sonho: trabalhar no hospital onde fiquei internada quando era criança e adolescente. É incrível, maluco e sensacional. Estou MUITO feliz por trabalhar em uma instituição tão inspiradora.”

Alguém aí tem alguma dúvida de que a carreira de Montana será um sucesso?

  • arrow