Mãe com síndrome de hiperlactação doa mais de 2.000 litros de leite a bebês necessitados

Elisabeth Anderson-Sierra é o que podemos chamar de mulher abençoada. Essa mãe do Oregon, nos EUA, tem uma condição chamada de síndrome da hiperlactação, que a faz produzir quantidades excessivas de leite materno. A mãe de duas crianças chega a coletar até 6 litros de leite por dia.

CONHEÇA E CURTA O TUDO DO BEM NO FACEBOOK

“Percebi que produzia muito leite na minha primeira gravidez”, contou Elisabeth ao jornal britânico “Dailymail”. “Mas, quando tive meu segundo bebê a produção aumentou ainda mais.”

A pequena Sophia (foto abaixo), agora com seis meses, consome 800ml de leite materno diariamente. Consequentemente, os quase 5 litros restantes são doados por Elisabeth. É um trabalho exaustivo, que faz com que a lactante passe quase 5 horas por dia com a bomba de sucção. Depois, ela ainda embala, coloca etiquetas e guarda todo o material na geladeira. Tudo isso consome dez horas de seu dia.

Segundo as suas contas, Elisabeth já doou mais de 2.000 litros de leite materno.

VEJA TAMBÉM: Filho de pais viciados em drogas, bebê tem recuperação incrível depois da adoção

“Eu tiro leite cinco vezes ao dia. Logo que acordo, depois do café da manhã, após as refeições e, mais uma vez, à meia-noite”, disse a mãe. Ela encara a rotina como um trabalho de tempo integral. “Não tive um dia livre nos últimos dois anos e meio.”

A dona de casa doa metade de seu leite para mães que não podem amamentar porque estão tomando medicamentos ou por terem tido câncer de mama. Ela também faz doações a casais homoafetivos. E o restante vai para um banco de leite, localizado na Califórnia.

VEJA TAMBÉM: Cantor transgênero posta vídeo que registra seus dois anos de transformação

Segundo Elisabeth, tamanho trabalho é muito bem recompensado. “Sinto que faço parte da humanidade. Eu encorajaria outras mães a fazerem o mesmo. O leite materno é ouro líquido, jamais deveria ser desperdiçado”, conclui.

arrow