As cidades mais seguras do mundo, segundo a Economist - Tudo do Bem

As cidades mais seguras do mundo, segundo a Economist

Lista das cidades mais seguras do mundo, segundo a Economist

Copenhagen. Foto: Pexels
Copenhagen. Foto: Pexels

O site da revista The Economist publicou o Índice de Cidades Seguras de 2021, no qual lista as 60 cidades mais seguras do mundo para se visitar.

+ Picape com quase 1 tonelada de maconha capota e espalha mercadoria em rodovia de São Paulo
+ Gil do Vigor faz desabafo de como é ser tratados nos aeroportos dos EUA
+ Nas Maldivas Carol Peixinho exibe corpão em maiô decotado
+ Irmã de Luan Santana, Bruna Santana, está noiva de jogador do Palmeiras

Foram considerados 76 indicadores de segurança pública, infraestrutura, resposta à covid-19 e, pela primeira vez, segurança ambiental.

São cinco tópicos principais analisados: segurança pessoal, saúde, infraestrutura, segurança digital e segurança ambiental.

Vejas quais são as cinco cidades mais seguras do mundo:

5 – Tóquio

Tóquio. Foto: Pexels
Tóquio. Foto: Pexels

A capital do Japão, que sediou os Jogos Olímpicos neste ano, destaca-se em saúde pública, infraestrutura e segurança pessoal (taxas muito baixas de criminalidade), além de liderar o raking de combate ao coronavírus.

4 – Sydney

Sydney. Foto: Pexels
Sydney. Foto: Pexels

A maior cidade da Austrália, um dos primeiros países a fechar fronteiras e fazer lockdown na pandemia, aparece devido aos baixos índices de contaminação de covid-19. Além disso, a cidade lidera o ranking de segurança digital e aparece como destaque em infraestrutura e segurança individual.

3 – Singapura

Singapura. Foto: Pexels
Singapura. Foto: Pexels

Com um dos maiores índices de vacinação de todo o mundo, a cidade-estado é exemplo de combate ao coronavírus e registrou apenas 315 óbitos em decorrência da covid-19. Singapura também é destaque de segurança digital.

2 – Toronto

Toronto. Foto: Pexels
Toronto. Foto: Pexels

Uma das cidades que sempre figuram no top 7 do ranking neste ano ficou em segundo lugar. A cidade canadense de Toronto conta com um forte sistema de educação pública e foi alvo de uma grande campanha de imunização contra a covid-19, na qual as pessoas podiam ser vacinadas em casa. A Economist ainda cita 3 argumentos: forte resistência contra qualquer tipo de preconceito, educação pública e segurança.

1 – Copenhagen

Copenhagen. Foto: Pexels
Copenhagen. Foto: Pexels

A capital da Dinamarca lidera o ranking pela baixa taxa de criminalidade e alta segurança pessoal. A revista destaca que a população LGBTQIA+ ou quaisquer minorias deveriam se sentir seguros na cidade. “Um fator chave que faz de Copenhagen uma cidade tão segura é a baixa taxa de criminalidade, atualmente em seu nível mais baixo em mais de uma década. Copenhagen també é caracterizada por grande coesão social e baixa desigualdade social”, indica a publicação.
  • arrow