Garota sobrevive após ter artéria carótida perfurada por lápis cravado no pescoço – Tudo do Bem

Garota sobrevive após ter artéria carótida perfurada por lápis cravado no pescoço


ATENÇÃO: O ARTIGO ABAIXO TRAZ IMAGENS FORTES

Imagine a cena. Hora do recreio, crianças do ensino fundamental brincando no pátio da escola. De repente, uma garota de 11 anos perde o equilíbrio e cai com seu pescoço diretamente sobre um lápis, cuidadosamente apontado.

CONHEÇA E CURTA O TUDO DO BEM NO FACEBOOK

O que parecia ser um acidente sem maiores consequências tornou-se uma grave emergência por conta de um capricho do destino. Ao perfurar o pescoço da menina, o objeto acertou em cheio a sua carótida. Uma das principais artérias do corpo humano, ela é responsável por levar o sangue ao rosto, pescoço e cérebro.

VEJA TAMBÉM: Confira o momento em que uma motorista de ônibus escolar salva aluno de atropelamento

O caso, que aconteceu há alguns anos em Toronto (Canadá), ganhou destaque nos últimos dias ao ser tema de um estudo publicado em um site especializado. Tudo por conta de sua peculiaridade. Além da ausência de sangramento na área perfurada — imagem acima —, os médicos do pronto socorro logo perceberam que o lápis se mexia no ritmo da pulsação da garota.

VEJA TAMBÉM: Tatuou o nome do(a) ex e se arrependeu depois? Inspire-se com 11 coberturas

Foi o que bastou para uma transferência de emergência para o Hospital Infantil de Toronto, onde a criança foi imediatamente encaminhada para uma ressonância magnética. Conforme as imagens abaixo mostram, é possível perceber que o próprio objeto estancou um sangramento potencialmente fatal, o que acabou salvando a vida da garota.

VEJA TAMBÉM: Fotógrafa lança ensaio para estimular a adoção de pets pretos

Depois de uma delicada cirurgia para a remoção do objeto e reconstrução da artéria, minuciosamente descrita no estudo, a menina voltou para casa e retomou sua rotina. Seu caso foi acompanhado de perto pelos médicos, que fizeram ressonâncias magnéticas periodicamente por três anos. Hoje, a jovem está 100% recuperada e leva uma vida totalmente normal.

Uma bela história de excelência científica. Ou, para quem acredita, um verdadeiro milagre. Você decide.

Join the Discussion

Your email address will not be published. Required fields are marked *

  • arrow