Garotinho amputado dança depois de ganhar prótese e vídeo emociona a web – Tudo do Bem

Garotinho amputado dança depois de ganhar prótese e vídeo emociona a web



Esta é uma daquelas histórias de imagens que valem por mil palavras. Mesmo porque, pouco se conhece sobre seu protagonista. Sabemos que seu nome é Ahmed Rahman, mais uma pequena vítima dos conflitos no Afeganistão.

CONHEÇA E CURTA O TUDO DO BEM NO FACEBOOK

O garoto, de 5 anos, perdeu a parte inferior de sua perna direita aos 8 meses, depois da explosão de uma mina terrestre. Desde então, sua família conseguiu improvisar algumas próteses, mas nenhuma delas conseguiu melhorar a qualidade de vida do pequeno de verdade.

VEJA TAMBÉM: 10 posts mostram porque Renato Aragão é o novo rei do Instagram

A situação só mudou quando o pessoal do Comitê Afegão da Cruz Vermelha doou uma nova prótese para o garoto, um momento registrado por um dos colaboradores da organização. Assim que caiu nas redes sociais, o vídeo com a explosão de alegria de Ahmed virou um hit.

VEJA TAMBÉM: 15 fotos revelam as aventuras de quem transformou o carro em casa e caiu na estrada

Aperte play e contamine-se com a espontaneidade do garotinho.

VEJA TAMBÉM: Fotógrafa polonesa revela as incríveis semelhanças entre o corpo humano e a natureza

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ No Twitter, aparecem fotos do navio que transportou nitrato de amônio para Beirute

+ Dicas fáceis de como limpar panela queimada

+ 5 minissuculentas que vão trazer muito charme à sua casa

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Sylvester Stallone coloca seu Cadillac Escalade personalizado à venda; confira!

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo

  • arrow