Mulher trans ganha indenização após ser discriminada por loja – Tudo do Bem

Mulher trans ganha indenização após ser discriminada por loja

Mulher trans ganha indenização após ser discriminada em loja



Uma mulher trans vai receber da loja de departamentos britânica Debenhams uma indenização de 9.000 libras (cerca de R$ 49.300), após ter sofrido discriminação durante uma entrevista de emprego.

Ava Moore se candidatou a uma vaga de vendedora temporária na unidade de Newry (Irlanda do Norte) para o Natal de 2018. Apesar de ter recebido um retorno positivo durante a seleção, ela não ficou com a vaga. Pouco depois, Ava recebeu um e-mail anônimo, alegando que ela foi rejeitada para a posição apenas por ser uma mulher trans.

+Concurso reúne fotos submarinas dignas de perder o fôlego

+Com doença rara, mulher fala “eu te amo” pela 1ª vez por meio de um computador

+Motorola One Hyper ganha novas opções de cores

“Tudo estava dando certo. Inclusive eu consegui fazer uma venda, o que foi muito inspirador e me deixou com uma impressão de que eu havia nascido para aquele trabalho”, destacou Ava, em entrevista para o jornal Belfast Telegraph. Segundo ela, a atmosfera amistosa mudou quando os gerentes pediram para ver a sua certidão de nascimento.

O caso foi resolvido com o apoio da Equality Commission, uma organização mantida pelo governo para promover igualdade de gênero e o fim da discriminação racial e religiosa. Apesar de ter se declarado “não culpada”, a loja concordou em trabalhar com a comissão para evitar que casos desse tipo voltem a acontecer.

Join the Discussion

Your email address will not be published. Required fields are marked *

  • arrow