São Paulo lança programas de geração de renda e empreendedorismo para mulheres - Tudo do Bem

São Paulo lança programas de geração de renda e empreendedorismo para mulheres

Programa capacita empreendedoras com atividades afetadas pela pandemia



O governo de São Paulo lançou nesta nesta segunda-feira (8) o lançamento de três novos programas de empreendedorismo, geração de renda e qualificação profissional, voltados exclusivamente para mulheres.

+Artesanato produzido nos presídios de SP está disponível na internet
+Tigela comprada de R$ 200 deve ser vendida por R$ 2,9 milhões em leilão
+Brasileiras empreendedoras contam suas trajetórias de sucesso

O “Empreenda Mulher” oferece mais de 60 mil vagas gratuitas em cursos de qualificação em diversas áreas e a liberação de R$ 50 milhões em microcrédito pelo Banco do Povo, exclusivos para mulheres domiciliadas no estado de São Paulo.

O objetivo do programa é incentivar a autonomia das mulheres, possibilitando acesso a crédito e oferta de cursos de qualificação empreendedora, tecnológica, entre outras áreas. As informações sobre os cursos e a linha especial do Banco do Povo podem ser consultadas no site www.desenvolvimentoeconomico.sp.gov.br/empreendamulher.

Prospera Mulher

A primeira fase do “Prospera Mulher” irá beneficiar 12 mil famílias em todo o Estado, e tem como público-alvo as chefes de famílias monoparentais, com crianças de 0 a 6 anos, e que estejam em situação de extrema pobreza, (ou seja, que sobrevivem mensalmente com até R$89 por pessoa), devidamente cadastradas no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais), preferencialmente, atendidas por programas e serviços destinados à primeira infância.

O programa tem como premissa a inclusão produtiva, estimulando a geração de renda através do acesso ao trabalho, empreendedorismo, capacitações e oportunidades de ofício atrelado a plano de futuro, combinando aspirações pessoais, profissionais, sociais e financeiras; e o incentivo a bancarização e cultura de poupança, com a transferência de recursos.

TODAS in-Rede

O “TODAS in-Rede” visa o empoderamento e a autonomia das mulheres com deficiência do estado. De acordo com a Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência, atualmente vivem mais de 1,7 milhão de mulheres com deficiência em São Paulo. Por meio de ações de formação profissional, disseminação de informações e criação de uma rede virtual acessível às mulheres com deficiência, o programa busca o protagonismo desse público, onde são trabalhados temas como acesso à informação, trabalho, renda e autonomia financeira, exercício dos direitos afetivos, sexuais e reprodutivos, prevenção à violência e autoestima e liderança. Para se cadastrar na Rede Virtual e ficar por dentro de todas as novidades do programa TODAS in-Rede basta acessar: www.todasinrede.sp.gov.br.

Veja também:

+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021

+ Cozinha afetiva: dicas e inspirações para uma decoração que exalta as memórias

+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Bruna Marquezine posa de biquíni no Copacabana Palace. Confira as fotos!

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Os ‘Sapatos de Satanás’ do rapper Lil Nas X conterão uma gota de sangue humano

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada



  • arrow