Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem

Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem

Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem. Foto: Divulgação



Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem. Foto: Divulgação
Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem. Foto: Divulgação

O TUDO DO BEM baixou em Austin, no Texas (EUA), para participar de mais uma edição do festival South by Southwest. Também conhecido como SXSW, o maior evento de inovação e criatividade do planeta reúne cérebros afiados e apresenta o que há de mais surpreendente na tecnologia, no entretenimento, no conhecimento e na saúde — para ficarmos em poucos temas.

+ Vídeo: elefantinho faz birra e adultos reagem da melhor maneira possível
+ 15 fotos que exibem o antes e depois surpreendente de sorrisos

Uma das coisas mais bacanas do encontro, assim como suas palestras e apresentações, é a feira de negócios que toma conta do Centro de Convenções da capital texana. Nela, startups, universidades e gigantes da indústria revelam seus novos produtos e detalham seus planos para o futuro.

E foi no stand das startups japonesas que encontramos um aparelho um tanto peculiar. Trata-se do Father’s Nursing Assistant (Assistente de Enfermagem Paterna), uma espécie de colete plástico que promete simular a amamentação de bebês.

Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem. Foto: Divulgação
Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem. Foto: Divulgação

Criada pela Dentsu, empresa que tem como missão “utilizar uma variedade de métodos, tecnologias e experiências para mudar os sentimentos e comportamentos das pessoas na era digital”, a traquitana é equipada com um tanque especial. O compartimento mantém o leite — materno ou de qualquer outro tipo — na temperatura ideal para o consumo do bebê. Para completar, um bico de silicone faz às vezes de mamilo.
Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem. Foto: Divulgação
Japoneses criam seios artificiais para pais amamentarem. Foto: Divulgação

VEJA TAMBÉM: Idosa posando em “trono de iceberg” é arrastada pela correnteza, mas sai ilesa

Segundo informações da empresa, a ideia por trás da invenção pouco tem a ver com o aspecto prático do ato de alimentar crianças pequenas. A intenção é estimular o contato direto entre pais e bebês em momentos especiais, algo que pode ser fundamental na criação dos laços que costuram os relacionamentos familiares. Mas a pergunta é: PODE ISSO? Sinceramente, nós temos muitas dúvidas…
Assista ao vídeo abaixo e tire suas própria conclusões.

Veja também:

+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021

+ Cozinha afetiva: dicas e inspirações para uma decoração que exalta as memórias

+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Bruna Marquezine posa de biquíni no Copacabana Palace. Confira as fotos!

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Os ‘Sapatos de Satanás’ do rapper Lil Nas X conterão uma gota de sangue humano

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada



  • arrow