Ela tem os olhos. Ele, as pernas. E juntos estão explorando as trilhas do planeta – Tudo do Bem

Ela tem os olhos. Ele, as pernas. E juntos estão explorando as trilhas do planeta

Reprodução



Poucas histórias exemplificam o ditado “a união faz a força” tão bem quanto o caso da parceria entre os norte-americanos Melanie Knecht e Trevor Hahn. A dupla ganha cada vez mais adeptos nas redes sociais, sobretudo entre os praticantes de esportes de aventura, graças às experiências que têm vivido ao caminhar pelas trilhas dos Estados Unidos.

CONHEÇA E CURTA O TUDO DO BEM NO FACEBOOK

Reprodução
Reprodução

VEJA TAMBÉM: Férias frustradas – quando o turista não pode ver o que quer na sua viagem de sonho

Nascida com a espinha bífida, Melanie é cadeirante desde criança. Já Hahn ficou cego há cerca de cinco anos, por conta de um glaucoma. Depois de se conhecerem em uma aula de boxe adaptado na cidade de Fort Collins, no estado do Colorado (EUA), os dois logo começaram a conversar sobre suas experiências de vida e seu amor pela natureza. Foi o que bastou para perceberem que, juntos, poderiam realizar feitos incríveis.

Reprodução
Reprodução

VEJA TAMBÉM: Apple lança emojis inclusivos para pessoas com deficiência

“Foi uma questão de senso comum. Ele tem as pernas, eu tenho os olhos. Juntos, formamos um time dos sonhos”, afirmou Melanie ao programa de TV “Good Morning America”, da rede ABC.

Reprodução
Reprodução

VEJA TAMBÉM – Tamagotchi verde: vaso inteligente revela os “sentimentos” das plantas

Cada caminhada começa com a ajuda de um amigo da dupla, que encaixa Melanie em um suporte preso às costas de Hahn. A partir daí, a sintonia começa e ele passa a seguir os comandos de sua parceira a cada passada.

Reprodução
Reprodução

VEJA TAMBÉM – Prisioneiros: fotógrafo registra solidão de animais em zoo de Bangladesh e provoca reflexão

A dupla está na estrada desde fevereiro e faz planos para seguir cada vez mais longe com suas caminhadas — e sem o auxílio de terceiros. “Fico feliz em ajudar alguém a vivenciar algo que pude apreciar durante toda a minha vida”, disse Hahn, que sempre praticou esportes, ao “Good Morning America”. “E o melhor é fazer Melanie sorrir — esse é o meu propósito.”

  • arrow